Esqueceu a Senha? Clique aqui!
 


 VER TUDO 

DANIELA DOMINGUES
DEPOIMENTOS 19-01-2019

O sentimento de conquista é algo indescritível. A felicidade que sinto ao ver meu nome listado nos Resultados das Provas Objetivas e Discursivas TRT 15 (analista judiciário) tornou o caminho árduo em uma estrada mais leve e colorida. Passa um filme na mente, e relembro cada atitude tomada rumo ao que escolhi para a minha vida.


O mais difícil de lidar foi com a incerteza de como e quando chegaria um sinal positivo, a vitória. Chega um momento em que estamos quase prontos, só falta mais um pouquinho e... a chance de desistirmos nesse ponto é grande. Estive bem perto disso. A velha frase “antes do amanhecer, a noite é mais escura”, parece fazer sentido.


Sou formada em Direito há 15 anos. Em determinado ponto da carreira de advogada, decidi dar vida a um desejo muito forte de atuar na área pública trabalhista. Tive a oportunidade de fazer um curso preparatório anual para Magistratura e MPT, 4 horas de estudo pela manhã, e mais algumas à tarde. Estudei por cerca de um ano 8 horas por dia; prestei TRTs, MPT e Magis Nacional, e não consegui aprovação em nenhum desses concursos.


Nesse tempo de estudo, muita coisa mudou na minha vida pessoal, e certamente impactou nos estudos. Eu me casei, mudei de casa duas vezes, tive dificuldades financeiras para continuar investindo em material, cursos; probleminhas de saúde, estresse, enfim. Eu sempre deixava no meu plano de estudos o Domingo para “descansar”, mas todas essas intempéries me faziam usá-lo para tentar pôr em dia os estudos.


Após seguidas reprovações, meu rendimento de estudo começou a cair. Eu ouvia gente que teria estudado três meses e passado. Ouvia gente que estuda há muitos anos, e nada. Analisava, verificava, comparava os métodos, e isso não ajudava. Eu sabia que precisava de mais conteúdo para passar, e isso se resolveria estudando mais. Entretanto, já não estava animada para a caminhada. Sofria com as derrotas. E não havia muitos concursos abertos para treinar (simulados são essenciais para a preparação, mas as provas reais são o melhor treino, percebi).


Quando fui assistir às arguições da prova oral do TRT 02, lá conheci uma querida que me inseriu em grupos de estudo trabalhistas. E conheci a Karla Almada, através de um dos áudios que ela divulgou nos grupos. Era ainda uma desconhecida, mas aquela mensagem me tocou tão profundamente, o objetivo foi mesmo atingido, motivou-se extraordinariamente. Pedi a ela que elaborasse um cronograma de estudos para mim, e fazíamos uma conversa por mês, dentro do plano de acompanhamento.


Nesse ínterim, fiz mais uma prova, a de analista do TRT do Ceará e não fui bem. Percebi que não tinha como estudar bem apenas as matérias de direito e ser aprovada para o cargo de analista, pois há outras matérias que contam bastante, como Raciocínio Lógico, Informática (a depender do edital), Português – aliás, eu achava que não precisava estudar essa disciplina, mas percebi rapidamente que para acertar as questões tinha de treinar, treinar e treinar.


O sentimento que dava era o de que tudo estava se perdendo, sem que meu esforço realmente estivesse me levando a subir na classificação. Procurava, angustiada, meu nome ao menos nas últimas posições da lista, e nada. Como sempre, minha família me apoiava, dava aquela força moral, confortava-me mais uma vez, sabendo o quanto é importante para mim a realização profissional. Minhas amigas também nos apoiávamos e buscávamos motivarmos umas as outras.


Em abril deste ano, dirigi o foco totalmente para os concursos dos TRTs 02 e 15, em andamento, pedi ajuda à Karla para adaptar meu cronograma. Já cansada de ver as mesmas matérias de direito de novo, e já tendo experiência que os deslizes são nas vírgulas das leis, nos prazos exatos previstos, e outras “pegadíssimas”, passei a usar mais mnemônicos (aliás, os mnemônicos que  aprendi na revisão do Kapa foram fantásticos), esquemas, desenhos, tabelas, enfim. Usei também muito material e dicas dos colegas dos grupos de estudos Magis e Analistas.


Amigas mais próximas de caminhada, fazíamos via Skype perguntas objetivas umas para as outras (uma horinha por semana) e no início, ficávamos furiosas de não saber as respostas, mas com o tempo fomos percebendo o quanto nosso dia a dia de estudo vinha melhorando nosso desempenho.


Melhorei muito o nível de acertos (proporcionalmente comparando com provas anteriores que prestei ou simulei em casa) na prova do TRT 02.
Puxa, quando contei meus acertos à Karla, ela me disse que segurasse a onda, que tinha ido bem, mas que se não desse, que eu não desanimasse. Fiquei com a pulga atrás da orelha, pq pra mim tinha ido muito bem. E sim, faltou.... uma questão para eu me classificar. Uma questão.


E lembro que eu estava esgotada depois da prova do TRT 02. Eu já não vinha conseguindo dormir bem, tinha pesadelos, estava estressada. Já estava naquela loucura das últimas semanas de almoçar vendo resumos. Checando artigos de código, de lei, que vinham em mente, repassando tudo.


E então, passada a prova do TRT 02, tinha mais uma semana pela frente até o TRT 15. Cansada, pensei não aguentar mais uma derrota. Seria cruelL. E agora havia menos de 3% das “vagas” (apenas 40 posições para cadastro reserva) que existiam no concurso do TRT 02 (1.500). Já não sabia mais o que fazer. Então, fechei os olhos, respirei fundo e pensei: “desta vez, eu vou lá pegar o que é meu”. Eu prometi para mim que seria assim. Eu lembrei de tudo o que eu já tinha feito por isso e para isso e decidi que eu merecia, mas sem Deus nada era possível. Roguei a ele que me capacitasse, e me fizesse ler e checar tudo o que faltasse para ver meu nome na lista dessa vez.


A Karla já tinha batido no cronograma assuntos que sempre são cobrados. E reforçou que a cobrança de certa legislação estava alta. Reli dezenas de leis. Verifiquei os “10 dias”, “5 dias”, “desde que”, “com”, “sem”, “por”, “até”, e tudo de novo. E dizia para mim mesma, é isso que preciso saber. E lembrava de outra coisa, e dizia “isso é muito importante. Estou grata por saber...”. Não me criticava nessa semana. Nessa semana, não. Apenas ressaltava tudo o que eu já tinha estudado, e me sentia satisfeita comigo, e com muita gratidão. Exausta, pedia a Deus para aumentar a minha fé, mais e mais.


No momento da prova, estava muito emocionada. Respirei longamente, várias vezes. Pedi a Deus equilíbrio. Pedi que eu me permitisse vencer (?!). E fiz a prova toda 100% atenta. Posso dizer que dei realmente o meu melhor, sem ressalvas.


Enfim, dia 09 de outubro foi um dia lindo. O dia em que vi meu nome listado nos Resultados das Provas Objetivas e Discursivas do TRT 15. Uma sensação indescritível, como comentei logo no início do texto. Estou aqui para falar com genuína sinceridade. Estou muito feliz por essa conquista. Isso é uma conquista grandiosa para mim, e sei dar valor a ela, pois deixei sangue e suor nas batalhas travadas para chegar aqui.


Quantos de nós já não ouviu uma história verdadeira, mas que aconteceu há muitos anos, de pessoas que compraram uma apostila na banca de jornal, leram, prestaram concurso e passaram? A realidade atual é bem outra, sabemos. Dizem que os concursos estão “profissionalizados”. Fato é que o nível de acerto, pelo menos nos concursos da área trabalhista que eu tenho prestado, está bem alto, exige não somente compreensão do assunto, mas memorização de boa quantidade de informação. 


Cada um tem a sua caminhada e sempre desejamos o melhor e o quanto antes. Mas se algum de nós (se não todos) passa por dificuldades nesse caminho, não deve dar ouvidos às opiniões dos outros sobre a sua caminhada (eles nada têm a ver com a nossa vida).


Ouvi isso e digo humildemente: tome posse da sua história e faça o que tem de ser feito. Lute o quanto for preciso para chegar lá, ouça e conte com as pessoas que podem lhe ajudar nisso.


Agradeço especialmente à Karla Almada e a todos os colegas da família curso Kapa, que, com sua competência e experiência, ajudaram-me a elevar meu conhecimento sobre as mais diversas matérias e me ensinaram coisas que eu nunca teria aprendido sozinha.


Rumo às aprovações!


Um grande abraço a todos,


Força, foco e fé!!!


 


APROVADA EM 2º LUGAR PARA O CARGO DE ANALISTA TRT15 REGIÃO






 


 




 
  Início
Fale Conosco
Cadastro
Cadastro para Aluno Kapa
Vídeo
  Institucional
Serviços
Simulados e Provas
Depoimentos
(13) 3322-6376
  (13) 9911-97081 (Whatsapp)
cursokapa@cursokapa.com.br

  Page Kapa   Kapa Perfil   Grupo Kapa


 
 
.:: • © Copyright 2011 - 2021, Curso KAPA ® • Santos • São Paulo • (13) 3322-6376 - 9h as 17h • cursokapa@cursokapa.com.br • http://www.cursokapa.com.br .::
.:: • PORTALWEB 5.0 ® • WCMS Web Content Management Systems • Development for Santos Digital ™ Global Strategy
Design by Nelson Pasquarelli